Vila Nova calcula prejuízo por conta de jogos sem torcedores

A confirmação da punição a Goiás e Vila Nova, nesta quinta-feira (13), pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), com a modificação parcial da pena por conta da briga entre as torcidas dos dois clubes, no clássico de 24 de junho, deve impactar financeiramente os dois clubes.

Os auditores aplicaram cinco partidas, com portões fechados e multa de R$ 40 mil, ao Goiás, e quatro jogos, com portões fechados e multa de R$ 30 mil, ao Vila Nova, visitante. Em julgamento de 1ª instância, os clubes haviam sido punidos com a perda de cinco mandos, à uma distância mínima de 200km e a multa de R$ 50 mil, cada.

No Vila Nova, a punição também acabou com os planos colorados. A diretoria esperava um bom público nas próximas rodadas, principalmente na partida contra o Inter, marcada para dia 22 deste mês- o jogo de sábado (15), diante do Paysandu, está mantido para Itumbiara.

Mesmo o Vila Nova sendo somente o 9º colocado em arrecadação nesta Série B, com média de pouco mais de R$ 63 mil arrecadados por jogo, há reclamação de prejuízos. “Estimamos o prejuízo em R$ 1 milhão. Estão, na conta, o que deixaremos de arrecadar e as despesas que teremos”, frisou o diretor de marketing do Vila, Evandro Júnior.

A punição aos clubes, com jogos com portões fechados, também atinge diretamente os estádios onde as partidas são realizadas. Os clubes desembolsam 10% da arrecadação obtida com a bilheteria para pagar aluguel ao Serra Dourada e ao Olímpico. A arrecadação será zero, assim como repasse ao estádio.

Fonte: O Popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

error: Content is protected !!