Técnico do Vila Nova minimiza queda do Juventude e analisa mais um “confronto direto”

Integrante do G-4 da Série B durante boa parte do primeiro turno, o Juventude, próximo adversário do Vila Nova, perdeu rendimento e deixou a zona de classificação para a Primeira Divisão. Apesar disso, o técnico colorado, Hemerson Maria, não se ilude. Ele espera muita dificuldade nesta sexta-feira, em Caxias do Sul. Terceiro colocado com 35 pontos, o Tigrão tem quatro pontos de vantagem para a primeira equipe fora do G-4, que é justamente o Juventude.

Na última rodada, o time gaúcho perdeu por 1 a 0 para o Luverdense, fora de casa. Antes do embarque para o Rio Grande do Sul, Hemerson Maria mostrou estar ligado nos prós e contras do Juventude. O treinador do Vila Nova elogiou o trabalho de Gilmar Dal Pozzo, técnico adversário, e enumerou a quantidade de problemas que o rival teve para escalar sua equipe.

Leia também

– O Gilmar vem fazendo um grande trabalho. Já tem um acesso com a Chapecoense. Muitas equipes vão oscilar. Tem muita viagem, tem o desgaste físico e tem o fato de muitos elencos não serem tão homogêneos. No último jogo, o Juventude atuou sem seis jogadores. A linha de defesa, que era a melhor da Série B, estava fora. Ainda houve desfalques do meio para a frente. Por isso, é normal quando um time perde três, quatro jogos. É preciso ter equilíbrio. No Vila, a gente perdeu dois jogos seguidos, mas não houve estardalhaço. Trabalhamos e conseguimos corrigir – disse Hemerson Maria.

Com quatro pontos de vantagem, o Vila Nova poderá ampliar ainda mais a distância para o Juventude se conseguir vencer no estádio Alfredo Jaconi. No primeiro turno, em Goiânia, as duas equipes empataram sem gols. Hemerson Maria considera a partida desta sexta-feira como mais um confronto direto, assim como foi diante do Londrina, na última vitória colorada fora de casa.

– É um confronto direto contra uma equipe que foi líder em boa parte do campeonato e que ficou mais tempo no G-4 conosco, assim como Guarani. Estão tentando restabelecer o equilíbrio. Se a gente vencer, podemos colocar sete pontos de diferença. Se o Juventude vencer, cai para um. Era assim também contra o Londrina. Se a gente tivesse perdido teria 32 pontos e o Londrina estaria atualmente com 33. Portanto, pode ser um divisor de águas, mais uma vitória que poderia aumentar nosso nível de confiança.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!