Técnico diz que equipe do Vila é “fria e calculista” e pede paciência da torcida

A presença da torcida no Serra Dourada neste sábado contra o Luverdense anima o Vila Nova, mas também inspira cautela. Pela boa campanha do clube na Série B, o técnico Hemerson Maria avalia que os colorados estarão empolgados no estádio, mas alerta que isso não pode se refletir em campo. O comandante aposta em jogo duro diante do adversário mato-grossense e pede que a torcida apoie o time, mesmo se a atuação dos atletas não for brilhante ou o placar não estiver favorável.

– Se o jogo for truncado e o Vila tiver dificuldade de chegar ao gol do Luverdense, o torcedor que não está acostumado com nossa forma de jogar pode acabar nos fazendo precipitar um pouco. Isso transfere a ansiedade da arquibancada para dentro de campo. Isso passa para o atleta, que começa a errar em campo e perde a confiança. Peço então ao torcedor que tenha paciência durante os 90 minutos e também nos acréscimos, pois o Vila é uma equipe fria e calculista. Consegue ser cirúrgica. Não somos de acelerar o jogo a todo momento. Somos uma equipe equilibrada. Precisamos do incentivo e do apoio. Isso vai nos ajudar a ganhar o jogo.

Assim como os jogadores, Hemerson Maria prega que a torcida também precisa saber sofrer ao longo da partida. Afinal, o Vila não busca algo qualquer na Série B, mas a façanha do acesso, que certamente não virá fácil. O treinador ressalta que a vaga na elite do futebol nacional é o grande objetivo do clube há décadas e clama por apoio incondicional.

– Precisamos que o torcedor esteja do nosso lado, pois não vai ser um jogo fácil. O kit de estádio do torcedor do Vila Nova tem que ter o sofrimento. Isso está no DNA do clube. Se fosse fácil, o clube não estaria há 32 anos na fila para conseguir o acesso. Fiz a conta com os jogadores. São mais de 11 mil dias de espera por parte do torcedor, que está ansioso para retornar à Série A do Brasileiro. Só que não vai ser com 15 minutos de jogo que iremos fazer o gol do acesso e sair no carro de bombeiros festejando. A cada minuto, temos que estar concentrados e disputar cada bola como se fosse a última – analisa.

Com Maguinho e Gastón Filgueira suspensos, o técnico confirmou as entradas de Anderson Luís e Mateus Muller. De resto, o time será o mesmo da última rodada. A bola rola às 16h30, e o Vila está escalado com: Luis Carlos; Anderson Luís; Alemão, Wesley Matos e Mateus Muller; PH; Geovane, Alan Mineiro, Alípio e Mateus Anderson; Moisés.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!