Presidente do Vila admite sabor de derrota no clássico e lamenta público pequeno

Para o Vila Nova, o saldo do clássico contra o Goiás foi negativo. Apesar de o placar ter sido de 0 a 0, o Tigre saiu com gosto de derrota dentro e fora de campo. O resultado foi péssimo para as pretensões coloradas na luta pelo acesso à elite.

Com o empate, o Vila chegou a 47 pontos, pulou para o quinto lugar, mas viu a distância para Ceará, Paraná, América-MG e Internacional aumentar. Todos os quatro times do G-4 venceram na rodada, enquanto o Tigre tropeçou mais uma vez. Já são três partidas sem ganhar.

– Dentro de campo nós perdemos. Perdemos de 0 a 0. O gosto é de derrota. Fora de campo, deixo meus parabéns à Polícia Militar, que fez um grande trabalho. Não tivemos nenhum problema, mas o público não foi o que esperávamos – disse o presidente Ecival Martins à Rádio CBN.

O clássico teve apenas 13.429 pagantes, número bem abaixo da expectativa. Inferior até mesmo aos 16 mil que havia sido estipulado pelo Tribunal de Justiça (TJ-GO) na primeira decisão, quando limitou a oito mil torcedores por clube. Posteriormente, essa liminar foi cassada pelo próprio Vila Nova e ficou definido que a partida seria realizada com torcida única. Financeiramente, não foi bom negócio para o Tigre.

– O público nos decepcionou. Pouco mais de 13 mil pagantes para um jogo tão importante. Esperamos voltar a vencer logo para que a torcida confie no Vila e nos empurre nas próximas rodadas em casa.

Neste domingo, o Vila Nova já embarcou rumo a Florianópolis. Na manhã de segunda-feira, a delegação colorada segue para Criciúma, onde vai enfrentar o clube homônimo, terça, às 20h30, no estádio Heriberto Hülse. O volante Geovane, suspenso com três amarelos, será desfalque.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!