Por Série A, zagueiro Wesley Matos pede prazo à diretoria do Vila Nova

Capitão do Vila Nova e presente em 35 dos 38 jogos da Série B, o zagueiro Wesley Matos pediu à diretoria colorada um prazo para definir se fica ou se sai do Tigrão. O próprio jogador já admitiu que a primeira conversa para a renovação do contrato foi “animadora”, no entanto, a possibilidade de jogar a Série A pela primeira vez na carreira ainda mexe com o jogador.

Wesley Matos tem 31 anos e começou tarde no futebol. Revelado pelo Tupi-MG, ele também defendeu o Mogi Mirim e o Esportivo até chegar ao América-MG, onde conquistou o acesso há dois anos. Porém, uma proposta do Goiás tirou o zagueiro do clube mineiro e, consequentemente, da possibilidade de disputar a Primeira Divisão no ano passado.

Wesley Matos revela que está negociando com equipes da Série A e que só deixará o Vila Nova se fechar com um destes clubes. Uma proposta ligeiramente maior que a do Tigrão não vai tirar o jogador do Onésio Brasileiro Alvarenga.

– O Vila está no caminho. Quero fazer história aqui e acho que o clube tem que manter uma base. A gente teve uma conversa animadora. Só pedi um prazo. As equipes com as quais estou negociando pediram um prazo, querem que termine a Série A. Só peço ao Vila que espere até o dia 10, dia 15 de dezembro. Basicamente é isso, nunca joguei a Série A, tenho 31 anos e tive uma filha agora. Temos que pensar na carreira – diz o zagueiro.

Wesley Matos também destacou o ambiente formado no Vila Nova e considerou 2017 como o melhor ano de sua carreira. Segundo o jogador, o clube está no caminho certo para voltar a ser campeão estadual e para brigar mais uma vez pelo acesso no Campeonato Brasileiro.

– O que pedimos ao torcedor é paciência. O Vila Nova está no caminho certo. O torcedor está carente de títulos, mas o Vila vem se estruturando ano após ano. Está melhorando a estrutura de trabalho e a parte dentro de campo. A semente foi plantada, podem ter certeza que o Vila Nova vem forte em 2018.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!