PH minimiza situação do Figueira e descarta jogo fácil no Orlando Scarpelli

Apesar da tradição, o Figueirense não faz boa campanha na Série B. A equipe catarinense está na zona de rebaixamento – é 18ª colocada com 16 pontos – e já contabiliza oito derrotas. Esse cenário, porém, não faz PH apostar em jogo fácil para o Vila Nova no sábado. O Tigre precisa da vitória para não depender de outros resultados para voltar ao G-4, e o volante alerta para a dificuldade que deve ser encontrada no estádio Orlando Scarpelli.

– Se formos ver os resultados do Náutico, por exemplo, parece que são jogos fáceis, mas eles têm um bom elenco e sempre tentam complicar. O que vai fazer ser fácil ou difícil vai ser nossa atitude. Não adianta ficar pensando se eles (Figueirense) estão sofrendo ou se estão na zona de rebaixamento. Temos que fazer nosso trabalho. Estamos estudando o adversário e queremos chegar lá e botar em prática tudo que o Hemerson (Maria) nos passou – sentencia o atleta.

Neste duelo, PH não terá ao seu lado Geovane, suspenso após ter sido expulso na vitória sobre o Internacional, no último sábado. O volante exalta as qualidades do companheiro, principalmente para chegar ao ataque, mas confia em que assumiu a posição. Até o momento, o técnico Hemerson Maria ainda não definiu.

– O Geovane é um cara que ajuda muito. Ele tem a característica de sair mais do que eu, mas sei também que está sempre olhando para trás e vendo se a zaga está bem guardada. Eu não saio tanto, então tendo ele eu fico mais tranquilo. Mas o grupo é bem forte. Ele fará falta, pois está bem tanto defensiva como ofensivamente, mas tem jogadores que podem entrar e dar conta do recado.

Nesta sexta, o Vila treina com portões fechados no período da manhã e depois embarca para Florianópolis. O jogo será às 16h30 de sábado.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!