Mesmo com desfalques, Tigrão vence Goiás em clássico e quebra tabu após 37 anos

Fim do tabu!! Após 37 anos, o Tigrão vence o clássico diante do Goiás, no Campeonato Brasileiro. Mesmo com mais de meio time de desfalques, o colorado conseguiu se impor no Serra Dourada neste sábado e venceu o Goiás por 2 a 1. Os gols do Vila foram marcados por Joãozinho e Frontini, de pênalti. Walter fez de cabeça no fim, mas não evitou a vitória do Tigrão.

O Tigrão não vencia o Goiás em Campeonato Brasileiro desde 1979, quando ganhou por 2 a 1 na Taça de Ouro, a elite nacional naquela época. Foi a primeira vitória do Vila Nova sobre o rival na história da Série B. O último triunfo colorado – em qualquer competição – havia sido há quatro anos, no Goianão de 2012.

O JOGO 

No primeiro tempo, o Tigrão começou melhor a partida no Serra. Mais incisivo, triangulava com qualidade e tinha o domínio do jogo. No entanto, foi em uma jogada individual que nasceu o gol. Joãozinho deu bela arrancada, invadiu a área esmeraldina e bateu rasteiro: 1 a 0. Em desvantagem, o Goiás buscou o ataque, mas não criou nada produtivo. Rossi se envolveu em várias confusões e quase não pegou na bola. Moisés ainda perdeu uma chance clara após falha feia de Felipe Macedo.

Na etapa final, o Goiás melhorou na segunda parte do duelo. Contudo, continuou explorando muito a bola aérea e não viu Léo Gamalho em uma tarde inspirada. Do outro lado, Frontini entrou e ampliou para o Vila Nova convertendo pênalti sofrido por Joãozinho. Walter ainda descontou no fim, mas não evitou o revés esmeraldino. Foi o primeiro gol do atacante, recuperado de lesão, no retorno ao clube.

 

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1X2 VILA NOVA

 

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data: 15 de outubro de 2016, sábado

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)

Renda: R$ 140.365,00

Público: 12.261 pagantes/ 13.531 total

Cartão vermelho: Wellington Simião 23’ 2T (Vila)

Gols: Joãozinho 14’ 1T e Frontini 14’ 2T (Vila); Walter 47’ 2T (Goiás)

GOIÁS: Márcio; Sueliton, Felipe Macedo, Alex Alves (Wesley Matos) e Juninho; Adriano, David (Carlos Eduardo), Léo Sena e Léo Lima (Walter); Rossi e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina

VILA NOVA: Wagner Bueno; Jefferson Feijão (Marcelo Cordeiro), Gustavo Geladeira, Reniê e Wellington Simião; Caíque, Geovane, Fagner e Fabinho (Christiano); Joãozinho e Moisés (Frontini). Técnico: Guilherme Alves

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!