Itamar desabafa sobre possível interferência na escalação do Vila Nova




Em coletiva de imprensa, o técnico Itamar Schulle desmentiu qualquer tipo de informação sobre a diretoria e o zagueiro Wesley Matos terem influenciados na escalação do goleiro Rafael Santos no último jogo contra o Figueirense pela Série B do Campeonato Brasileiro.

“Quando cheguei aqui fiquei muito chateado sobre com o que me perguntaram sobre a situação que ocorreu sobre escalação do Wesley Matos e goleiro (Rafael Santos). Eu fiquei muito chateado com isso. Primeiro vocês têm que conhecer quem eu sou. Sou Itamar Schülle, treinador de futebol com caráter. Isso é primeira coisa. No meu elenco quem monta, quem bota o atleta dentro de campo sou eu. Não é o presidente do clube e nem um outro atleta. Se for dessa maneira o primeiro a sair sou eu. Segundo o Wesley Matos é um excelente jogador e de caráter. Jamais ele diria que jogaria o Rafael. Terceiro que o Rafael já estava escalado desde da véspera do jogo”, destacou.

Leia também

Itamar quer buscar a vitória sobre o Operário e explica qual é a receita que trabalha para buscar os três pontos no Serra Dourada, ao lado do torcedor colorado.

“Estamos trabalhando para vencer. Os números eu sei que são desfavoráveis ao Vila Nova, mas não podemos estar apegados aos números, e sim, ao trabalho. O trabalho em busca da vitória nós estamos todos fazendo. Da mesma forma que não podemos pensar em derrota, nós sabemos que uma vitória nos deixa em outro patamar. Os números que os matemáticos passam podem mudar. Cada jogo tem uma mudança e nós esperamos conseguir essa vitória e somarmos esses três pontos”, afirma Itamar Schülle.







Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!