Ariel quebra o silêncio após deixar o Vila Nova: “O problema é bem mais embaixo”




Em entrevista para a Rádio Sagres 730, o técnico Ariel Mamede quebrou o silêncio e falou sobre sua saída e deixou claro que o burado no Vila Nova é mais embaixo. O treinador explicou o seu ponto de vista de forma detalhada, antes de assumir o Jaraguá nesta semana.

“Nós, comissão técnica, e falo por mim e pelo Higo (Magalhães), que é o meu auxiliar direto, não estávamos satisfeitos com a evolução e o desempenho. Na nossa análise, a equipe oscilou muito e não conseguimos transformar na prática aquilo que tínhamos como ideia. Dentro dessa nossa insatisfação e também em olhar para a sequência e não ver grandes perspectivas de reforçar o elenco e tentar fazer algumas coisas diferentes dentro daquilo que precisávamos, achamos melhor tomar a decisão de se desligar e partir para um próximo desafio”, diz.

Leia também

Para o treinador, as dificuldades que teve no Vila Nova: “é óbvio que fui para lá sabendo das dificuldades do clube e da necessidade de usar os jovens da casa, já sabíamos disso e não foi algo que não foi planejado. Agora, tínhamos algumas lacunas dentro do nosso plantel que precisavam ser supridas, mas ao mesmo tempo entendemos também que a dificuldade financeira do clube é algo lamentável”, diz.

Por fim, o treinador explicou o trabalho da diretoria colorada: “O que a diretoria vem fazendo é superar todos os dias cada vez mais dificuldades como dívidas e penhoras, então entendemos também, mas vimos que dentro daquilo que temos como ideia e das equipes que sempre montamos, de maneira intensa, compacta e vertical, hoje com os atletas que temos não conseguiria dar essa cara. Então achamos que as coisas não poderiam evoluir dentro daquilo que tínhamos como ferramenta”, acrescentou.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!