Adalberto quer usar sua experiência para ajudar o Vila a voltar a vencer na Série C

Foto: Comunicação/Vila Nova

Em coletiva de imprensa, o zagueiro e capitão do Vila Nova, Adalberto, abriu o jogo e falou sobre vários assuntos relacionados ao clube e também sobre o momento que o time está passando na Série C de oscilação.

“Já vivi vários momentos nessa situação, até muito mais complicado e consegui reverter em alguns clubes que passei. Creio que não dá pra manter a regularidade no campeonato inteiro. Acaba dando uma queda, mas assim, o campeonato tá afunilando e eu sei que é muito difícil. Nesses três últimos jogos conquistamos só um ponto e o que queríamos, era ter conquistado os nove pontos, mas só veio um”, diz.

COBRANÇA INTERNA:

“A cobrança existe, nos cobramos principalmente depois do jogo, pois isso não poderia acontecer e realmente, abaixamos a guarda. Mas acho que com muito trabalho e humildade, vamos voltar a ter aquela essência que foi naquele jogo, principalmente diante do Ferroviário e estamos preparados pra isso. Ontem conversamos entre nós, temos que mudar nossa atitude dentro de campo e pra isso acontecer, tem que ser no dia a dia, com muito trabalho e sempre coloco, temos que ter humildade. Esperamos que nesse próximo jogo, todo mundo possa dar o máximo e consequentemente conquistar os três pontos”, destacou o capitão.

FOCO NO IMPERATRIZ:

“Depois do nosso jogo, assisti um pouco segundo tempo entre eles e o Paysandu que fez 3 a 0 no primeiro tempo e no segundo tempo, não conseguiu fazer gol. Mas assim, sabemos da nossa qualidade, sabemos também que que eles tem alguns pontos positivos e temos trabalhado e vamos continuar trabalhando. Temos que ter humildade e respeitar a equipe do Imperatriz-MA. Estamos em busca de um objetivo maior que é a classificação, sabemos que o campo lá não favorece, mas acho que nesse momento, temos que estar preparados pra tudo. Será um jogo difícil e estamos preparados, espero que cada um possa dar o seu melhor pra chegar lá e conseguir os três pontos”, concluiu Adalberto.







Os comentários estão encerrados.

Pular para a barra de ferramentas