Depois de uma boa vitória contra o Guarani fora, voltamos a perder dentro de casa, 0x2 Sport. Vila atualmente é o pior mandante do campeonato, impacta sua classificação e suas finanças, com a alta folha salarial, era primordial contar com a torcida. Porém calejada vai se afastando.

O JOGO

Vila iniciou a partida repetindo quase o mesmo time do jogo anterior, com a alteração na zaga e lateral direita. Entrou Elivelton e Felipe Rodrigues respectivamente, atores centrais do primeiro gol do Sport.

Os primeiros 15 minutos ofertaram uma esperança, Vila buscava marcar em cima e apertava a saída, roubou boas bolas e tinha contra ataques armando, o problema começava justamente aí, Vila não tinha criatividade e velocidade para definir as jogadas. A bola que era recuperada no meio, era perdida logo em seguida, com passes errados ou os pontas perdendo no 1×1. Um gol do Sport foi anulado com muita polêmica, atacante impedido supostamente participou da jogada que Felipe marcou contra.

Segundo tempo voltou com uma alteração, sai Mateus Anderson e entra Capixaba. Mas logo no primeiro minuto Elivelton e Felipe Rodrigues encarnam um episódio de Patati e Patata e entregam a bola nos pés do homem gol do Sport, 1×0.

A partir disso, toda a pressão se voltou contra o time, seguimos sem criatividade e chutes inexpressivos. Vale comentar aqui novamente, não é mais possível insistir com Alan Mineiro, há tempos não apresenta um bom futebol, é pesado, erra passes bobos, está sem visão e não contribui com nada para o time.

Um segundo gol do Sport foi anulado, também por impedimento e originado de nova falha defensiva, Rafael Santos bateu roupa e foi salvo momentaneamente pelo bandeira.

O segundo gol (validado) do Sport o atacante poderia entregar o bicho para o Wesley Matos pelo presente recebido. O camisa 03 dominou muito mal, a bola ficou sem dono e Hyuri roubou, aplicou uma caneta para depois bater cruzado no ângulo.

Nosso “capitão” também merece alguns comentários, na rodada passada premiou a torcida com uma polêmica entrevista onde insinuava que motivos externos estavam fazendo para que a bola não entre. Mesmo jogador que alegou não querer continuar no time esse ano e logo foi agraciado com um aumento de contrato e salário, que em temporadas anteriores saiu para supostamente jogar uma série A. Wesley vem falhando e por alguns jogos bem e um discurso encanta serpente em outros, era poupado, mas parece que o encanto acabou, ainda bem.

Realmente deve ter alguns motivos para a bola não entrar, péssimas contratações, renovações com jogadores que em reta final caia o rendimento e um comando frouxo.
É inviável culpar Marcelo Cabo pela situação, terceiro técnico no ano, mas vale o aviso, não é possível continuar com as insistências que ele mantém.

Nossa luta vai ser árdua, espero sairmor vivos no final.

Ana Lívia Dias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!