Hemerson Maria sai na bronca com a arbitragem no Castelão: “Nós fomos muito prejudicados”

Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

Em entrevista coletiva, o técnico Hemerson Maria saiu na bronca com a arbitragem no estádio Castelão, em Fortaleza, válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. Na visão do treinador, o Tigrão saiu prejudicado com o resultado e deixou o seu ponto de vista.

“Nós fomos muito prejudicados. Muito prejudicados. Não estou dizendo que, talvez, o Fortaleza não fizesse o gol de outra maneira, pois é uma equipe muito aguda e fez várias jogadas pelo lado do campo, mas penso que o jogo se desenrrolaria e no 11 contra 11 teríamos grande possibilidade de fazer um gol no contra-ataque. Já havíamos criado algumas situações. Com inferioridade de jogadores, ficou muito delicado”, diz.

De acordo com o técnico, dois momentos foram preponderantes para o revés: “Dois lances foram capitais. O primeiro cartão do Gastón foi desnecessário. Não o segundo, em que ele mata um contra-ataque, mas o primeiro. Ele entrou duro, mas na bola. Na minha opinição, também houve falta de critério no pênalti. Eu vi o lance, o Hélder contrai o braço. A bola pega na barriga e depois no cotovelo. Esses dois lances foram capitais para não levarmos pelo menos um ponto para Goiânia”, completou.

Vila Nova x Guarani estarão em campo na próxima sexta-feira (28), às 21h30 (horário de Brasília), no estádio Serra Dourada, em Goiânia. De acordo com a programação, o jogo será válido pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com a derrota para os cearenses, o Tigrão perdeu a chance de voltar ao G-4 da Série B do Campeonato e por enquanto permaneceu na quinta colocação. Com isso, o Vila Nova fica com 43 pontos, 11 vitórias, 10 empates e sete derrotas.

Os comentários estão encerrados.